GERAÇÃO CIBERNÉTICA FAIL

09:21




“Temo o dia que a tecnologia se sobreponha a humanidade, então o mundo terá uma geração de idiotas.” É com essa citação do inexpugnável tio Einstein que começo essa breve discussão acerca de um assunto que vem deixando todos seres racionais plugados com mais frequência do que deveriam estar. Você já se pegou sentindo seu celular vibrando e, quando foi checar percebeu que não passava de uma vibração fantasma que seu subconsciente produziu? Quantas vezes por dia você abre seu Smartphone para conferir suas redes socias: instagram, whatsapp, snapchat, e-mail, puta que pariu e as porra toda? Você vai fazer xixi ou cocô e tem seu melhor amigo a tira colo como companhia nesse momento fatídico?
Então você está com sérios indícios de obsessão por celular/internet, uma hábito compulsivo "remediável" que está tomando conta de forma avassaladora toda essa geração cibernética. Não é novidade nenhuma as crianças de hoje em dia escolherem por presente de aniversário um tablet ou um smartphone. Foi-se a época que queria brinquedos ou algo que pudessem os divertir sem estar conectado.


Certa feita estava lendo uma matéria onde uma criança foi colocada diante de uma revista e, como já era esperado, ela tentou ampliar o rosto da modelo que estampava a capa da revista pensando estar diante da tela de um tablet. Muitos pais se vangloriam por seus filhos serem um gênio da era digital e dominar feito o Einstein um celular/tablet.
Pesquisam nos trazem números alarmantes que, mais ou menos 90% da população brasileira passa pelo menos duas horas ininterruptas com os olhos fixos nos aparelhos digitais. 90% é muita gente, diga-se de passagem!

Isso pode acarretar problemas futuros nos olhos, são eles visão desfocada - turva ou embaçada e secura ocular – olhos secos. 
Acha pouco essa informação?
Estudos apontam que mais da metade das crianças que estão inseridas nesse meio digital sem a devida orientação dos pais não são bem sucedidas nos anos iniciais das escolas pois falta interesse e, estão sempre dispersas justamente pensando no joguinho que mais tarde ao chegar em casa vai satisfatoriamente jogar, sem a objeção dos pais que acham isso NORMAL. Normal pais? Criança que não trabalha o intelecto na escola cresce com que tipo de conhecimento afinal das contas? DEMÊNCIA DIGITAL 
Outra coisa preocupante é que os próprios pais não dão exemplo algum para que esses dados fossem revertidos. Quantas vezes nos dias atuais vemos pais e mães sentando e orientando os filhos quando eles fazem algo de errado? Não faço aqui nesse texto acepção entre mães e pais e sim como uma responsabilidade de ambos. Existem situações de quando a criança está chamando demais por eles (pais) o que imediatamente fazem? Liberam os aparelhos digitais para que os deixem em paz e não os encha o saco. Muito cômodo
Isso é verídico.
Usar aparelhos digitais além de causar problemas oculares também resultam em dores de cabeça, além do que podem ocasionar demência digital que é a perda da memória em curto prazo e problemas cognitivos como por exemplo ter dificuldade em processar informações incluindo tarefas mentais como raciocínio lógico, atenção e memória.
Além de todos esses malefícios existe o que considero o mais triste: a total dependência que transforma a pessoa em zumbi por estar S E M P R E conectado ou registrando todos os momentos da vida que deveriam estar reservados ao off-line. Checar os aparelhos antes de dormir ou durante alguma refeição é um dos piores hábitos na minha humilde opinião – dá vontade de estraçalhar o aparelho.
É preciso incluir no dicionário das pessoas a palavra – L I M I T E S - para que o uso do celular não interfira na rotina tanto da própria pessoa, quando na dos que estão envolta. Diga a verdade, não te dá um ódio ver essas pessoas fazendo isso tooooooooooda hora?
É sadio você checar suas redes sociais desde que você não deixe de estar ao lado de pessoas de verdade, conversando olho no olho ao invés de trocando mensagem – acreditem, tem gente que está na sala e manda um whats para quem está no quarto –. Eu atualizo minhas redes sociais com cautela para que não interfira em minha vida pessoal, tanto que estou aqui publicando esse texto que na verdade é um desabafo! Sabe aquela fase que você quer educar seus entes queridos de que limites é tudo que precisamos para estabelecermos boas relações? Pois, estou justamente passando por ela e com muita decepção, vale ressaltar.
Se você está passando por alguma situação semelhante das descritas nesse texto, acho que vale a pena rever um pouco seus hábitos principalmente se você estiver afetando diretamente as pessoas que você diz amar!
Não deixe que coisas ocupem o seu tempo, tempo esse que deve ser preenchido por pessoas, bichinhos, lugares, sentimentos!
Coisas quebram. Gente se afasta. E a solidão machuca.

VOCÊ PODE GOSTAR TAMBÉM

0 comentários

@juma.se

Subscribe