O poder da palavra Mal(dita)

06:51



Você já pensou em todas as coisas que falou para outras pessoas?
N u n c a se deitou e ficou revirando na cama com remorso por ter agredido verbalmente alguém que você gosta?


→ Claro que sim, mesmo que você não admita, já aconteceu isso na sua vida em algum momento! Não há nada pior para uma relação de amizade, namoro ou casamento, do que uma palavra maldita pela pessoa que nós gostamos. A dor é bem maior do que uma surra de pau.
Muita gente usa dessa ferramenta para ganhar uma discussão. Atinge a pessoa que gosta muitas vezes por bobagem ou um acontecido que poderia ser resolvido com um diálogo. Mas, como o lado egoísta de muitos seres humanos, na verdade na grande maioria sempre fala mais alto durante alguma discussão, a ofensa é uma arma mortal.

Quando você ofende a pessoa que você gosta, abre-se uma ferida que n ã o  c i c a t r i z a. A cada outra ofensa essa ferida vai se tornando mais profunda. Chega um momento que o buraco ferido está tão grande que não cabe mais espaço . . . é quando muitas vezes a pessoa ofendida chega ao seu extremo e muitos comentem loucuras.

Mas porque dizer palavras tão agraves à pessoas tão amadas?

Uma pesquisa feita por mim comprova que muitos casais acabam perdendo o amor&admiração mútua por conta de tudo que já foi dito num momento de fúria.
Algo que me chama atenção é que são pessoas que se amam (ou que pelo menos dizem isso com frequência) e num dado momento explodem por nada e escolhem os piores termos para agredir verbalmente a pessoa amada

Em Mateus cap. 24 - 10 e 12 diz: “ nesse tempo, muitos serão escandalizados, e trair-se-ão uns aos outros e uns aos outros se aborrecerão (...) e, por se multiplicar a iniquidade, o amor de muitos esfriará." O tempo chegou.

Essa é a única justificativa plausível, para tanta falta de amor entre casais e a distribuição de palavras malditas.
Que nesses momentos de fúria, o silêncio se torne o argumento mais difícil de ser rebatido. Não diga nada, ore baixo ou em pensamento (é até bom que o diabo não escuta).
 Responder ofensa com ofensa é lavar a alma com lama. Não faça isso!

“Rejeite seu senso de ofensa, e a ofensa por si só desaparece.” (Marco Aurélio)


VOCÊ PODE GOSTAR TAMBÉM

0 comentários

@juma.se

Subscribe